quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Livro conta a história da Fluminense FM Maldita em 400 fotografias



A Fluminense FM Maldita entrou para a História do Rádio  e para a História da Geração 80 do Rock Brasil pelo essencial papel em divulgar bandas que não tinham gravadora e que levavam lá na sede em Niterói gravações sem o devido rigor técnico. Não importava, iam para o ar. 




Da E. Carlos Lacombe (Gerente de Promoções), Hilário Alencar (Produtor), Luiz Antonio Mello (Coordenador) - 11/08/1982 - Foto de Jurandir Noé da Costa


A união da rádio criada por Luiz Antonio Mello e Samuel Wainer Filho com a série Rock Voador produzida por Maria Juçá no Circo Voador foi de vital importância para que esta geração acontecesse. Diretores artísticos de gravadoras iam à rádio pegar fitas ou ao Circo ver shows para contratar as novas bandas. O tempo passa, o tempo voa. Em 2012, o produtor cultural Alessandro Alr, que foi da última fase da maldita entre 2001 e 2005, resolveu marcar os 30 anos de fundação da emissora, que entrou no ar em primeiro de março de 1982, com um  projeto de resgate que batizou de Maldita 3.0. 



O curador do projeto Alessandro Alr

Com apoio do Grupo Fluminense e dos Correios pesquisou negativos no acervo do jornal O Fluminense e, nove meses depois, nasceu a bela exposição Maldita 3.0 – No Universo da Rádio Fluminense no Centro Cultural Correios, no Rio de Janeiro. Tinha fotos, áudios, vídeos, posters, camisetas, filipetas e muito mais da rádio original, incluindo a mesa original e uma das cartucheiras. De abril a julho do ano passado, a exposição voltou para a cidade da rádio no Espaço Cultural dos Correios no Centro de Niterói. 



A Legião Urbana - Rento Russo, Renato Rocha e Marcelo Bonfá  07/12/1987 - Foto de Daniel

De agosto ao início de novembro, a exposição voltou ao Rio, desta vez no Centro Cultural João Nogueira, o Imperator, no Méier. O grand finale foi o lançamento do livro, com o mesmo título da exposição, agora em janeiro com 400 fotos, bem mais que a exposição. Infelizmente não será vendido, está restrito a Bibliotecas, Arquivos oficiais, departamentos de pesquisa e pessoas ligadas à história da rádio.



Segundo aniversário da rádio no Canecão - 31/03/1984 - Fotos de Tasso Marcelo


As locutoras, da E - Selma Boiron,  Edna Mayo, Liliane Yusim, Cristina, Selma Vieira, Monika Venerabile




Plebe Rude - André X, Gutje Wortmann, Philippe Seabra  e Ameba com Tony Platão e Jose Roberto Mahr - 02/08/2002 - Foto de Antonio Ferreira,



Serguei e Celso Blues Boy - 09/12/1982 - Foto de Paulo Araújo



Kid Abelha - Bruno Fortunato, Paula Toller e George Israel - 08/09/1991 - Foto de  Sheila Chagas




Sergio Vid - Vid e Sangue Azul - 18/03/1992 - Foto de Luis Alvarenga




Titãs  - Tony Belotto, Charles Gavin, Marcelo Frommer, Branco Mello, Nando Reis, Sérgio Britto, Paulo Miklos - 08/08/1986 - Foto de Olney Siqueira



Paralamas do Sucesso - Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone - 26/04/1991 - Foto de Paulo Bittencourt



Leandro Souto Maior (Programador) e José Roberto Mahr (Coordenador) - 02/08/2002 - Foto de Sheila Guimarães










3 comentários:

  1. Queria muito ter a oportunidade de ter um livro desse. Demais mesmo! Saudades da maldita.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei muito feliz com a notícia, mas gostaria tanto ter o livro na minha coleção! Tudo bem, o que importa mesmo é ter mais histórias pra contar, fazer com que todas as gerações tenham acesso e nesse caso, com ilustração! Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir