segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Rolling Stones tocaram para 130 mil pessoas em São Paulo



Mick Jagger, Ron Wood, Charlie Watts e Keith Richards

Os Rolling Stones tocaram para 130 mil pessoas em dois shows no estádio do Morumbi em São Paulo. Três canções foram tocadas pela primeira vez na Ole Tour, Worried About You, Bitch (quarta) e All Down The Line (sábado). She’s A Rainbow foi tocada pela primeira vez no Brasil sábado. Já tinha rolado como escolha dos fãs em Santiago dia quatro de fevereiro. 
Vamos à história de cada uma: 

Worried About You – Tocada ao vivo 25 vezes - Balada do álbum Tattoo You (1981), tocada apenas 25 vezes ao vivo. Gravada nas sessões do álbum Black and Blue (1976) e engavetada. Na guitarra solo está Wayne Perkins, um dos candidatos a preencher a vaga deixada por Mick Taylor, mas o premiado foi Ron Wood. Os Stones fizeram Perkins e outros guitarristas gravarem a pretexto de ser um teste para entrar na banda e depois os dispensaram sem pagar nada. Ao vivo, Mick Jagger toca teclados. A letra é uma bobagem, sobre um cara falando com a mulher que ela o decepcionou, não cumpriu nada que prometeu a ele. Ao mesmo tempo diz que sai para se divertir com outras garotas e diz que ela não é a única.





Bitch - Tocada ao vivo 295 vezes. Do álbum Sticky Fingers, lançado em 23 de abril de 1971. Um rock arrasa quarteirão com uma forte presença de sopros e linhas de guitarra marcantes por Keith Richards (solo) e Mick Taylor (base). Foi tocada 295 vezes pela banda ao vivo. A letra dá um  duplo sentido à palavra bitch, que significa tanto uma mulher vagabunda safada quanto alguma coisa desagradável, como no verso “must be love, it’s a bitch”.

All Down The Line – Tocada ao vivo 327 vezes. Faixa do álbum Exile On Main Street, lançado em 12 de maio de 1972. Sua primeira versão numa demo rolou nas sessões de Let It Bleed (1969) e foi finalizada em Los Angeles com mudança de andamento de uma balada para um rockão com guitarras em fogo e sopros, no original uma grande performance de Mick Taylor na guitarra solo, os sopros de Bobby Keys e Jim Price e o vocal rascante de Sir Jagger. A letra trata da visão itinerante de uma banda num ônibus de turnê e de lances que acontecem  a cada parada ou no caminho com alusões a mulheres (“I need a sanctified girl with a sanctified mind to help me now”) e a drogas (“I need a shot of salvation, baby, once in a while”).

She's A Rainbow – Tocada 12 vezes ao vivo. Do álbum psicodélico Their Satanic Majesties Request, lançado em oito de dezembro de 1967. A letra traz a abordagem psicodélica do uso de LSD que estava no auge em 1967. Os Beatles tinham a Lucy que passeava no céu com diamantes, a mulher aqui não tem nome, mas brilha e irradia várias cores, por isso é comparada a um arco íris, bem típico de uma viagem de ácido. O original tem um belíssimo piano tocado por Nicky Hopkins, arranjo de cordas pelo futuro baixista do Led Zeppelin John Paul Jones (o Led foi formado em 1969) e percussão por Paul McCartney.



São Paulo segunda apresentação


O restante do show teve o mesmo esquema em todos os concertos da Ole Tour. Um bloco de quatro canções iniciais: Start Me Up (ou Jumpin’ Jack Flash se há mais de um show na mesma cidade), It’s Only Rock’nRoll (But I Like It), Tumbling Dice e Out Of Control). Depois um bloco com a música escolhida pelos fãs mais duas ou três novidades. A seguir Paint It Black e Honky Tonk Women com a apresentação dos músicos e entra o set de Keith Richards com duas canções escolhidas entre cinco opções: Happy, Before They Make Me Run, You Got The Silver, Slipping Away e Can’t Be Seen. Daí Mick Jagger volta para o bloco final (Midnight Rambler, Miss You, Gimme Shelter (com Sasha Allen), Brown Sugar, Sympathy For The Devil, Jumpin' Jack Flash ou Start Me Up. Fim e volta com o bis You Can't Always Get What You Want e Satisfaction.



Primeiro show São Paulo

A banda se despede do Brasil na quarta-feira com um concerto no Estádio Beira Rio em Porto Alegre. As próximas etapas da Ole Tour são  Lima, Peru (dia seis de março), Bogotá, Colômbia (dia 10) E Cidade do México (14 e 17). Apesar de não anunciado oficialmente pela banda, os Stones devem tocar pela primeira vez em Cuba em 21 ou 22 de março, quando o presidente dos Etados Unidos, Barack Obama, estará em Havana. Serão dois acontecimentos históricos, a primeira vez dos Rolling Stones e de um presidente americano na ilha.

P.S. Nos posts abaixo sobre a turnê há a história de todas as músicas tocadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário