sábado, 17 de junho de 2017

Biquini Cavadão - Fotos de Cleber Junior

Nesta quinta o Centro Cultural João Nogueira, mais conhecido como Imperator, fez cinco anos de sua nova encarnação com um dos estilos musicais que abriga regularmente, o rock. As bandas cariocas Biquini Cavadão e Uns e Outros foram escolhidas para a comemoração com lotação esgotada. Só faltou um bolo para se cantar parabéns no palco. O Uns e Outros cantou Envelheço na Cidade, do IRA!, em homenagem à data. Bruno Gouveia, vocalista do Biquini deu os parabéns pela revitalização do Meier e, por extensão do subúrbio, com uma casa que traz shows e espetáculos que antes se restringiam à Zona Sul.


Marcelo Hayena e Nilo Nunes (guitarra)

A plateia teve gente sentada e em pé, os primeiro fãs das antigas, já pelos 40 ou 50 e brau sentados e os mais novos em pé, uma prova de que ambas as bandas, já com mais de 30 anos de estrada, renovaram seus públicos. Como disse Bruno, são bandas irmãs, se conheceram nos anos 80 como contratados da mesma gravadoras e amigos são até hoje. O Biquini inclui sempre Carta aos Missionários no setlist e, desta vez, dividiu os vocais com Marcelo Hayena.


Bruno Gouveia - Biquini Cavadão

Perdi uma parte do show do Uns e Outros, nunca vi o Imperator começar tão cedo, mas o que vi, a partir de Canção Em Volta do Fogo/Me  Chama foi muito bom. Banda afiada, pesada, Hayena cantando melhor do que nunca e fazendo uma coisa que devia ser imitada por todos os vocalistas: anunciou o nome das músicas e contou uma historinha pra cada. Boa sacada de citar músicas dentro de autorais, o povo se amarra, como em Dias Vermelhos/ With or Without You, Notícia do Leste/Big Mouth Strikes Again e Tarde Demais/Boys Don’t Cry. Hyena anunciou que a banda gravou uma versão 2017 de Carta aos Missionários com direito a um novo clipe que, em quatro dias somou 900 mil views, 250 mil assistências e 10 mil compartilhamentos.




O Biquini Cavadão botou na rua uma produção caprichada para divulgar As Voltas Que o Mundo Dá, com um set de moving lights de grande efeito, luzes estroboscópicas refletores fortes que se projetam na cara da plateia com efeito ofuscante, tapei os olhos todas as vezes porque causa um choque nas pupilas que normalmente diminuem com muita luz e abrem com pouca luz e isto metralhado nos olhos causa efeito desagradável. Pequenas histórias visuais rolam no telão a cada música, com um setlist igual à apresentação que fizeram na Fundição Progresso em abril.


Marcelo Magal (baixo), Carlos Coelho (guitarra) e Miguel Flores da Cunha (teclados)

A banda tem muitos sucessos e os apresenta em quase duas horas de show misturados com as músicas do novo álbum. Quando chamou Marcelo Hayena, Bruno disse que eram parte de uma geração que ouvia uma música boa e sempre pensava que precisava fazer igual ou melhor, uma competição sadia. Que eram de uma geração em que música devia ter melodia e letra. “Bem diferente de hoje em dia não?” (risos da plateia) “Hoje ouvimos uma música ruim e pensamos ‘ será que conseguimos fazer pior?’” Não consegue e nem tenta. As bandas dos anos 80 são apreciadas por este público, que gosta de boa música, vibrou com os sucessos da banda e com homenagens que fizeram aos Paralamas (Uma Brasileira), Nenhum de Nós (Camila) e ao Uns e Outros (Carta aos Missionários).


Marcelo Hayena


Para ver todas as fotos clique aqui
Setlist - Uns e Outros
DOIS GUMES
PRA NUNCA MAIS PARTIR
DIAS VERMELHOS/ WITH OR WITHOUT YOU
NOTÍCIAS DO LESTE/BIGMOUTH STRIKES AGAIN
CANÇÃO EM VOLTA DO FOGO/ME CHAMA E
EU MATEI O AMOR
TARDE DEMAIS/BOY’S DON’T CRY
ENVELHEÇO NA CIDADE
CARTA AOS MISSIONÁRIOS



Setlist Biquini Cavadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário